terça-feira, 12 de junho de 2007

Fantasmas

Desde o "Tudo o que eu te dou" que eu não gostava tanto de um poema musicado do Pedro Abrunhosa.


"...que o caminho se faz entre o alvo e a seta..."



"...De que serve ter o mapa
Se o fim está traçado,
De que serve a terra à vista
Se o barco está parado,
De que serve ter a chave
Se a porta está aberta,
De que servem as palavras
Se a casa está deserta?"

Cumprimentos

Beco Escuro